CONCLUSÃO DAS OBRAS NAS ESTRADAS FEDERAIS: DEPUTADO FREDERICO ANTUNES DEBATE O PROJETO DE LEI QUE DESTINA INVESTIMENTOS PARA AS RODOVIAS

CONCLUSÃO DAS OBRAS NAS ESTRADAS FEDERAIS: DEPUTADO FREDERICO ANTUNES DEBATE O PROJETO DE LEI QUE DESTINA INVESTIMENTOS PARA AS RODOVIAS

2 de Maio de 2022 0 Por fredericoantunes


A audiência pública através da Comissão de Finanças da Assembleia Legislativa, teve o seu primeiro encontro em Camaquã

Mobilizar as comunidades e as lideranças políticas pela aprovação do PL 51/2022, do Poder Executivo, que propõe a destinação de quase meio bilhão de reais (R$ 490,2 milhões), em recursos do Governo Estadual para a conclusão de obras iniciadas no Governo Dilma Rousseff em 2012 e paradas há muitos anos, em duas importantes estradas federais que cortam o Estado. No caso, as BR-116 nos sentidos Sul
e Norte e também a BR-290, conhecida como a “Rodovia do Mercosul”, por ligar o RS de Leste à Oeste.

Este foi o foco da primeira audiência pública provida pelos Deputados Frederico Antunes, líder do governo no parlamento e Juvir Costella, ex-secretário de Logística e Transportes. O debate em torno do término da duplicação da BR-116 Sul, no trecho Guaíba-Pelotas, foi realizado no SESC Camaquã, na noite desta quarta-feira (27/04) e reuniu mais de 150 pessoas.

O encontro começou com e mobilização das lideranças em frente à unidade do SESC Camaquã e, na sequência, deu-se início à audiência pública que durou mais de duas horas, comandada pelo Deputado Frederico Antunes; o prefeito de Camaquã, Ivo de Lima Ferreira; o Secretário Adjunto da Casa Civil, Bruno Freitas; o superintendente da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Inspetor Roberto de Castro Fontana, além dos representantes do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (DNIT), superintendente Hiratan Pinheiro da Silva e do Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER), diretor-presidente Luciano Faustino. Os deputados estaduais Luiz Henrique Viana e Zé Nunes, como presidente da Frente Parlamentar Estadual pela duplicação da BR-116, prestigiaram o evento, além do ex-deputado Marcos Vinícius. IRGA e Sindlojas completaram a mesa das autoridades.
O presidente da Frente Parlamentar Federal pela Duplicação, Deputado Afonso Hamm esteve representado pela sua assessoria.

Prefeitos das cidades da região, deputados, vereadores, lideranças políticas, empresários, entidades de classe e a comunidade, deram demonstração de força e união pela conclusão da obra e pelo apoio à aprovação do projeto de lei em tramitação na Assembleia Legislativa, que deve ser votado no início de maio e destinará os recursos. A obra em questão na BR-116 Sul, inclui a extensão de 211,2 km; extensão duplicada e em operação com 131,5 km (62%); a extensão a ser entregue com recursos do Estado, sendo 12 km (no Lote 5) e a Ponte do Camaquã (no Lote 10). Além da extensão a ser entregue com recursos do Governo Federal, ou seja, 17 km (lotes 1 e 2 – Exército). E ainda a extensão total a ser liberada em 2022 de 29 km (14% do total do empreendimento).
O investimento do Governo do RS na duplicação do trecho Guaíba-Pelotas é de R$ 96 milhões, sendo R$ 60 milhões no lote 5 e R$ 36 milhões no lote 10.
A duplicação não é só importante para a região sul, mas para todo o Estado, por ser a principal ligação com o Porto de Rio Grande.

“Esses valores extraordinários dos cofres do Estado, estão viabilizando obras em todos os municípios gaúchos e não só aqui na região sul. São obras importantes e estratégicas. Os recursos chegam a um total de 1 bilhão e 600 milhões de reais, que significam 10 vezes a mais do que o valor que era investido por ano, há muitos anos. Então, temos que ter o entendimento da importância para as segurança das pessoas a duplicação das estradas federais”,
explicou o Deputado Frederico Antunes na abertura da audiência.

Dando seguimento aos trabalhos, o DNIT fez uma apresentação detalhada sobre o andamento das obras nas rodovias e o DAER falou sobre a importância do escoamento da produção numa rodovia duplicada, além de tornar-se mais atrativa para novas empresas. E destacou que os recursos do Programa Avançar na Logística e Transporte (etapa 1), contempla 28 acessos municipais, 20 ligações regionais e 110 pontos de conservação e recuperação. Luciano Faustino também afirmou que o Estado pretende acabar com o “mapa” dos municípios gaúchos sem acesso asfáltico. Já a PRF,
apresentou dados estatísticos e comparativos, do trecho Barra do Ribeiro-São Lourenço do Sul, em que conclui-se que a redução de acidentes e mortes, é diretamente afetada pela duplicação da rodovia.

Estiveram presentes ainda, representantes de Cristal, Amaral Ferrador, Mariana Pimentel, São Lourenço do Sul e Barão do Triunfo. As próximas audiências públicas que também irão debater o PL 51/2022, serão realizadas nesta quinta-feira (28) em Esteio e na sexta-feira (29) em Pantano Grande pela manhã e em Santa Margarida do Sul à tarde.