Governo implanta Comando de Policiamento de Choque e cria 6º Batalhão em Uruguaiana

Governo implanta Comando de Policiamento de Choque e cria 6º Batalhão em Uruguaiana

24 de dezembro de 2020 0 Por fredericoantunes

O governo do Estado apresentou nesta quarta-feira (23/12), a estratégia para lotação dos 860 policiais militares formados no início da semana e a criação do 6º Batalhão de Polícia de Choque (6º BP Choque), com sede na cidade de Uruguaiana, na Fronteira Oeste. Assim como em julho de 2019, quando 2 mil soldados ingressaram na BM, a instituição e a Secretaria da Segurança Pública (SSP) estabeleceram critérios objetivos para distribuir o novo reforço de 860 PMs de acordo com as premissas de inteligência e investimento qualificado do RS Seguro.

“Toda a estratégia de emprego e de reposição programada dos nossos efetivos só é possível porque o Estado está a caminho do equilíbrio fiscal, com todas as reformas que ajudam a reduzir as despesas e que garantem as receitas para que o governo consiga investir, incluindo novos servidores. Por isso, foi tão importante a aprovação de ontem (22/12) na Assembleia, que vai reduzir de forma segura e responsável os impostos sem colapsar as receitas do Estado e viabilizar o chamamento no próximo ano de 3,2 mil novos servidores para a segurança pública”, destacou o governador Eduardo Leite. O governador confirmou a previsão de chamar nos próximos dois anos mais 3.187 novos servidores para os efetivos das secretarias da Segurança Pública e da Administração Penitenciária.

Força especial em todo o RS

A nova unidade, que terá sede em Uruguaiana, vai qualificar a estratégia de pronta-resposta, com cobertura do policiamento de choque em toda a faixa da fronteira do Rio Grande do Sul com o Uruguai e a Argentina. A nova estrutura irá auxiliar na intensificação de operações policiais especializadas para o combate às organizações criminosas que operam de forma transnacional, em atividades ilegais como tráfico de drogas e contrabando de armamento e mercadorias. Também irá representar um reforço importante para a repressão de crimes rurais típicos da região, como o abigeato e o furto de maquinários e insumos agrícolas.

A posição do 6º Batalhão de Choque também fortalece a capilaridade da atuação das tropas de pronto-emprego, com alto nível de treinamento para execução de tarefas de restauração da ordem pública, controle de distúrbios e, principalmente, ocorrências de grande proporção. Com a nova unidade, as operações das seis tropas especializadas poderão cobrir todas as áreas do Estado com maior agilidade e mais eficácia – a estimativa é conseguir realizar deslocamentos para qualquer ponto no RS em até uma hora e meia, aproximadamente.

O trabalho também ganha em qualidade a partir da criação do Comando de Policiamento de Choque, que vai unificar e padronizar o emprego, o treinamento e as ações das seis unidades, o que resulta no fortalecimento de todo o sistema operacional de pronta resposta e repressão qualificada ao crime organizado, além de melhoria nas atividades de apoio às tropas de policiamento ostensivo e forças táticas – a criação do CP Choque não afetará o auxílio prestado aos Comandos Regionais aos quais atualmente estão vinculados.

O deputado estadual Frederico Antunes representou a Assembleia Legislativa no ato. Durante sua fala, comemorou o anúncio realizado pelo governador. “Uma das notícias mais importantes e positivas do ano de 2020, para a Fronteira Oeste, em especial Uruguaiana. Com isso teremos um aumento significativo do efetivo da Brigada Militar. Ao todo serão cerca de 140 policiais lotados no Batalhão de Choque de Uruguaiana que também atenderão a região”, falou Frederico Antunes.

Outras vantagens com a implantação do CP Choque passam pela centralização na gestão do trabalho preventivo e de repressão a ações criminosas de grande proporção, a partir do trabalho de inteligência integrado, além da unicidade na aplicação de doutrina e formação continuada do efetivo. A coordenação por um comando central também permitirá otimizar as atividades logísticas e administrativas dessa tropa especializada.