DEPUTADO FREDERICO ANTUNES TRATA SOBRE O PROJETO DE ENERGIA EÓLICA DA SERRA DO CAVERÁ

DEPUTADO FREDERICO ANTUNES TRATA SOBRE O PROJETO DE ENERGIA EÓLICA DA SERRA DO CAVERÁ

3 de Janeiro de 2022 0 Por fredericoantunes

Cumprindo agenda em Rosário do Sul, neste sábado, dia 18, o Deputado Frederico Antunes participou de reunião virtual com a diretora presidente da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (FEPAM), Marjorie Kaufmann; o prefeito Vilmar Oliveira; o Secretário de Desenvolvimento Emerson Piti; o vereador e representante da Câmara Municipal, Rogério Ustra Ribeiro; o diretor da Integra Energia, João Ramis, o secretário de obras, Pedro Elias; o presidente do Progressistas, Artidor Benites e o ex-vereador Cristiano Rodrigues. Também esteve presente o comunicador Osires Santos, da Rádio Marajá.

Os participantes da reunião trataram sobre o projeto de energia eólica da Serra do Caverá, que terá investimento inicial de quase R$ 6 milhões.
Os recursos são oriundos da empresa Integra Energia, do rosariense João Nunes Ramis, com a Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Creral, com sede em Erechim-RS. A verba será utilizada para a medição dos ventos na região, encaminhamento das licenças ambientais, regularização fundiária e para o desenvolvimento do projeto do site eólico, com linhas de transmissão, subestações e acessos, entre outros. Já a construção do parque, caso se viabilize, dependendo da potência da usina e da quantidade de aerogeradores a serem instalados, pode alcançar R$ 2 bilhões em investimento.

A localidade da Serra do Caverá, segundo novo mapa eólico do Rio Grande do Sul, é indicada como excelente em condições de ventos e com potencial para o desenvolvimento de um projeto eólico.

A torre anemométrica já foi instalada na divisa da Estância da Serra com a Três Figueiras. O equipamento tem 120 metros de altura, mede o vento, temperatura, umidade e pressão, e teve um investimento de R$ 500 mil – além de R$ 60 mil para a construção da estrada que leva ao mecanismo. A torre deve funcionar, ininterruptamente, por três anos. A lei estadual nº 12.355, de 2005, definiu a Serra do Caverá como patrimônio cultural, histórico, geográfico, natural, paisagístico e ambiental do Rio Grande do Sul. O deputado Frederico Antunes, líder do Governo na Assembleia Legislativa, se colocou à disposição da FEPAM para seguir dialogando sobre essa demanda.